0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 24/12/2018 11:28

A Polícia Civil do Tocantins concluirá até dia 30 de dezembro o inquérito que investiga um suposto esquema de servidores fantasmas no gabinete do deputado estadual Valdemar Júnior(MDB). Semana passada, três pessoas foram presas, preventivamente, como noticiou o Portal Orla Notícias, em mais uma fase da Operação Catarse. 

Policiais civis prenderam chefe de gabinete e outros dois servidores de deputado Valdemar Jr na AL

Segundo o delegado Cassiano Ribeiro Oyama, responsável pela investigação, além de receber salários, que recebiam sem trabalhar, a investigação identificou também que estes ‘fantasmas’ devolviam parte do dinheiro “para pessoas de dentro do gabinete”. Ele disse ainda que “nenhuma das investigações até agora aponta que houve devolução direta à parlamentar”.

Entre os presos, que já foram liberados pela Justiça, estão o chefe de gabinete, Dional Vieira de Sena, e os assessores Dorismar José Benedito e Lucielle Roquete Araújo. Ao Portal, o parlamentar disse que preferia não se manifestar até ter total conhecimento da denúncia. 

 

Post Anterior

Veja o que abre e fecha na véspera e no Natal em Palmas

Próximo Post

Pagamento do IPVA 2019 mudou para todas as placas; confira como fica