0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 17/05/2022 14:24

Diante da crise entre o Planalto e o Tribunal Superior Eleitoral, o presidente da Corte, Luiz Edson Fachin (foto), afirmou hoje que o Brasil não consente mais com “aventuras autoritárias”. A declaração do ministro foi dada durante a abertura da palestra “Democracia e eleições na América Latina e os desafios das autoridades eleitorais”.

“O mundo observa, com atenção, o processo eleitoral brasileiro de 2022. Somos, hoje, uma vitrine para os analistas internacionais, e cabe à sociedade brasileira garantir que levaremos aos nossos vizinhos uma mensagem de estabilidade, de paz e segurança, e de que o Brasil não mais aquiesce a aventuras autoritárias”, afirmou Fachin.

Post Anterior

Governo do Tocantins repassa mais de R$ 59 milhões de ICMS, IPVA e Fundeb aos municípios

Próximo Post

Bolsonaro defende armamento da população para “preservar a democracia”