0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 04/03/2021 14:21

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quarta-feira, 3, em pronunciamento publicado no Twitter do ministério, que o Brasil está em um “grave momento da pandemia”, mas que o governo não é uma “máquina de fabricar soluções”.

Foto: Divulgação.

Nesta quarta-feira, 3 , o país voltou a bater o recorde de mortes por Covid-19 desde o início da pandemia, em março de 2020, com 1.910 novos óbitos nas últimas 24 horas.

O ministro não comentou sobre o número de mortes, mas disse que as novas variantes do coronavírus atingem o país de forma agressiva. Pazuello anunciou que tratou com a Pfizer e Johnson & Johnson para o país tenha, a partir de maio, mais 138 milhões de doses da vacina contra a Covid-19.

Segundo Pazuello, o ministério está trabalhando para que até o final deste ano, “os maiores de 18 anos que puderem ser vacinados, sejam vacinados”. Pazuello também reforçou que todos os brasileiros mantenham cuidados preventivos individuais para diminuir o risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Post Anterior

Na Bahia: avião com vacinas contra a Covid-19 se choca com um jumento que estava na pista

Próximo Post

Bolsonaro diz que 'dado positivo' é que PIB do Brasil foi um dos que menos caíram no mundo