0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 26/11/2019 16:01

Será realizado na próxima quinta-feira, dia 28, no auditório Cuica, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), o musical “Tocantins, o Coração do Brasil”. O espetáculo terá início às 19h30 e apresentará no palco a pluralidade e diversidade cultural do Tocantins.

De iniciativa da Escola do Legislativo, todo o dinheiro arrecadado com os ingressos, no valor de R$ 20, será revertido em sacos de cimento, que serão doados para a construção do Hospital de Amor. Sob a coordenação geral do maestro e músico Bruno Barreto, o musical terá produção artística tocantinense, com composição e direção cênica de Marcial de Azevedo.

As apresentações pretendem unir cultura e arte dos diversos movimentos das etnias indígenas, das comunidades quilombolas e das manifestações religiosas da Folia do Divino e das Cavalhadas de Taguatinga. A ideia é apresentar todas as formas e estilos, que variam da viola de buriti, marcante na festa da colheita do capim dourado, à dança da Sússia e Jiquitaia.

“Por meio desse trabalho com as crianças, surgiu a ideia de fazer o musical para contar a história do Tocantins, sua cultura e arte, através da música, do teatro e do artesanato. Então, elaboramos esse projeto a fim de unir arte e ação solidária, pois o principal objetivo é ajudar o Hospital do Amor. Nossa expectativa é muito grande, uma vez que obtivemos o apoio e a parceria de vários órgãos para a realização deste evento, que terá toda a renda revertida para essa finalidade”, destacou diretor da Escola do Legislativo, Homero Barreto.

Apresentação musical. Foto: Benhur de Sousa.

Apresentado pelo Coral Infantil do Legislativo, o musical contará com participações da Orquestra Viva Música, do Coral da Defensoria Pública, do Coral da UFT em Canto e Arte Fato. O evento conta com o apoio cultural da Defensoria Pública do Tocantins e da Associação Social Jesus de Nazaré, e parceria da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Tribunal de Justiça (TJ), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Ministério Público e secretarias estaduais (Trabalho e Assistência Social, Administração, Cultura e Turismo).

Post Anterior

Detento morre e agentes ficam feridos durante motim na Casa de Prisão Provisória de Palmas

Próximo Post

Programa da prefeitura de Colinas oferece auxílio financeiro para mães que tenham filhos de até três anos; saiba os critérios

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *