0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 25/04/2022 17:49

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) realiza, desde o último dia 20 e segue até o dia 27 de abril, ações de controle da raiva dos herbívoros nos municípios de Jaú do Tocantins, Palmeirópolis e São Salvador, localizados na região sul do Estado. 

O inspetor de defesa agropecuária, José Pereira Veloso que integra a equipe que está em campo disse que nesta região a Agência está monitorando e cadastrando abrigo de morcegos hematófagos, especialmente em minas de garimpos abandonadas e que tem se tornando abrigo para esta espécie.

A equipe da Adapec também está realizando atendimento a notificações de sugadora de morcegos em bovídeos e outros animais, controle populacional de morcegos hematófagos da espécie Desmodus rotundus, principal transmissor da raiva na zona rural, além de capturas noturnas em currais com uso de armadilhas.

Já os produtores rurais destes municípios recebem orientações sobre a importância da vacinação antirrábica dos herbívoros para prevenção da enfermidade, cuidados com manuseio dos animais suspeitos e formas de transmissões para o homem.

Notificação

A Agência alerta aos produtores para que em casos de suspeitas de animais com sintomas de raiva ou sinal de sugaduras, que entre em contato com o escritório da Adapec mais próximo ou por meio do Disque Defesa no 0800 063 11 22.

Vale ressaltar que o produtor é obrigado a notificar casos de doenças em animais à Adapec e ele pode também registrar suspeitas de doenças pelo site, no link https://www.to.gov.br/adapec/notificacao-de-doencas-em-animais/uhfvinr77o é importante ler antes as instruções, e posteriormente, preencher as informações e clicar em concluir. A Adapec receberá o registro de forma imediata e providenciará uma equipe para ir até o local fazer o atendimento.

Sintomas

O animal infectado pelo vírus da raiva apresenta alguns sintomas como: isolamento do restante do rebanho, apatia, perda de apetite, salivação abundante e dificuldade para engolir. Com a evolução da doença, tem movimentos desordenados, tremores musculares, ranger de dentes, decúbito lateral com movimentos de pedalagem, dificuldades respiratórias, asfixia, levando assim o animal ao óbito que ocorre geralmente entre 3 e 6 dias após o início dos sinais.

Post Anterior

Elon Musk compra Twitter por US$ 44 bilhões

Próximo Post

Democracia é inegociável e eleição é patrimônio imaterial do Brasil, diz Fachin