Home»Comunidade»MPE cobra concurso público para Corpo de Bombeiros: déficit de 1,7 mil impede atendimento de ocorrências e deixa cidades descobertas

MPE cobra concurso público para Corpo de Bombeiros: déficit de 1,7 mil impede atendimento de ocorrências e deixa cidades descobertas

Atualizada em: 07/12/2018 10:44

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Grupo Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gecep), quer que o governo do Estado realize concurso público para o Corpo de Bombeiros Militar, com oferta de mais de 1,5 mil vagas. 

Para isso, apresentou à justiça uma ação civil pública, assinada pelos promotores Paulo Alexandre Rodrigues de Siqueira, Rafael Pinto Alamy e Roberto Freitas Garcia, pedindo que o Estado contrate, em 30 dias, a instituição para promover o certame, publicando edital no prazo de 180 dias. 

Segundo a ação, mais da metade da tropa, estimada em 554 bombeiros, está concentrada em Palmas. O restante do efetivo está distribuído em sete cidades (Araguaína – 46 bombeiros, Araguatins – 26, Colinas – 27, Dianópolis –17, Gurupi – 43, Paraíso – 35, e Porto Nacional – 38), “o que não contempla as necessidades territoriais do Estado”.
Efetivo não está em todo o Tocantins, diz MPE. Foto: Hodirley Canguçu / Orla Notícias

Além disso, por causa do baixo efetivo, 10% das ocorrências registradas deixaram de ser atendidas entre maio de 2017 e maio de 2018, disseram os promotores. Outro problema preocupante, é que várias vistorias para concessão de alvarás que atestem as condições de segurança de empresas, escolas, órgãos públicos e outros, estariam atrasadas.

O Portal Orla Notícias entrou em contato com a assessoria de comunicação da corporação, sobre a ação judicial. A informação é que o comando ainda não foi notificado. 

Post Anterior

Os 90 anos de idade da matriarca Galdino, é exemplo de sabedoria e inspiração de uma existência bem vivida

Próximo Post

Adicional do FPM será repassado nesta sexta-feira, 7: ATM diz que cerca de R$ 60 milhões serão distribuídos

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *