0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 28/09/2021 15:03

Sergio Moro está desde a semana passada no Brasil para tratar de uma possível candidatura nas eleições de 2022. O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública já se reuniu com representantes do Podemos, em Curitiba e, nesta quinta-feira, 30, se encontrará em São Paulo com Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), ex-ministro da Saúde.

Moro não deve tomar nenhuma decisão até novembro. É quando encerra seu contrato de consultoria com a empresa Alvarez & Marsal, nos Estados Unidos.

Foto: Divulgação.

“Deixamos Moro livre para tomar a decisão dele em relação a disputar a Presidência. Ele nos disse que, por uma questão de ética devido ao contrato em curso, não seria correto fazer uma inserção na política antes de encerrar o trabalho”, disse o senador Álvaro Dias (Podemos-PR)   ao jornal O Globo.

O ex-ministro estaria analisando duas opções: ser parte de uma chapa à presidência da República ou disputar o Senado por um partido que apoie uma opção da chamada 3ª via.

Políticos favoráveis à candidatura de Moro analisam que ele teria mais chances de se eleger ao Congresso do que ao Planalto, devido à dificuldade de penetração tanto na esquerda quanto na direita ligada ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Post Anterior

Ministro do STJ diz que nova Lei de Improbidade isenta rachadinha de punição

Próximo Post

Elon Musk atinge fortuna de US$ 200 bi e se torna homem mais rico do mundo

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *