0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 09/07/2022 09:54

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil-PR) disse ser uma “tentação” concorrer ao Senado, mas afirma que o União Brasil o “deixou à vontade para fazer essa escolha”. O ex-ministro da Justiça do presidente Jair Bolsonaro (PL) também falou que deve atuar como líder da oposição em eventual governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Espero que isso não aconteça, mas, no caso de uma vitória do ex-presidente Lula, é natural que eu me coloque na oposição para liderar uma resistência necessária a políticas públicas indesejáveis em relação ao país e também ser uma voz no Congresso em favor da integridade e do combate à corrupção”, afirmou Moro em entrevista.

O ex-ministro havia se filiado ao Podemos para se candidatar ao Planalto. Depois, decidiu migrar para o União Brasil, que oficializou Luciano Bivar como pré-candidato.

Na corrida para o Senado, o ex-juiz tentou mudar o seu domicílio eleitoral para São Paulo para poder concorrer ao Senado pelo Estado, mas teve transferência barrada pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo). Domiciliado no Paraná, Moro deve anunciar na semana que vem para qual cargo concorrerá nas eleições de outubro.

Sobre a mudança para o União Brasil, que o tirou o posto de pré-candidato à Presidência da República, Moro disse não haver frustrações. “Sempre fui tratado com muita lealdade por Bivar, mas nunca me foi dada a garantia”, falou. “A política tem uma dinâmica. Então, o que a gente tem que fazer é se adaptar às mudanças de cenários e, onde vê revés, na verdade, é uma oportunidade.”

Também de acordo com o político, a candidatura por São Paulo “foi um pedido do partido”. Ele disse discordar da decisão do TRE, mas nega que concorrer pelo Paraná tenha sido sua última opção. “Eu fiquei muito feliz com a decisão e com a oportunidade de concorrer aqui no Paraná, que é onde eu nasci, fiz o trabalho da minha vida mais importante, que foi a Operação Lava Jato.”

Post Anterior

Polícia pede quebra de sigilo de acusado de jogar bomba em ato com Lula

Próximo Post

77,3% das famílias estavam endividadas até junho, diz CNC.