0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 02/05/2022 13:00

O ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, disse ao Valor Econômico que, se passar também pelo Senado, o trecho da MP do Voo Simples que determina o fim da cobrança extra de bagagens em voos será vetado por Jair Bolsonaro.

“A MP foi aprovada pela Câmara como queríamos, mas veio com essa água de chope, essa emenda de última hora com a questão da bagagem. Vamos tentar reverter no Senado. Não existe almoço grátis.”

“Alguém vai ter que pagar. Será rateado por todo os passageiros.”

A medida provisória em questão passou na Câmara no último dia 26. A emenda que proíbe cobrança por bagagens é de autoria da deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC). Segundo o ministro da Infraestrutura, o governo vai trabalhar para tentar derrubar esse trecho no Senado, para evitar o veto presidencial.

Post Anterior

O Tocantins é muito rico, mas lamentavelmente o nosso povo ainda é pobre. Isso precisa mudar”, diz Ataídes Oliveira

Próximo Post

Em ano eleitoral, emendas extrapolam em R$ 4,4 bi o teto do “Orçamento Secreto”