0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 28/04/2022 11:15

Nenhuma criança ou adolescente morreu em decorrência de efeito adverso da vacina contra a Covid, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde em um boletim epidemiológico especial.

O documento mostra que 38 óbitos foram investigados e, em todos os casos, a relação com os imunizantes foi descartada.

Segundo o documento, divulgado na terça-feira (26), desde o início da vacinação até o dia 12 de março, o ministério recebeu a notificação de 3.463 casos de eventos adversos na faixa etária abaixo de 18 anos. Destes, 419 (ou 12,1% do total) foram graves e 38 resultaram em morte, segundo classificação das vigilâncias epidemiológicas municipais e estaduais.

A análise dos casos foi feita com base no sistema de informação e-SUS Notifica, onde há um módulo para que vigilâncias epidemiológicas municipais e estaduais comuniquem casos de eventos adversos. Com base nessas informações, todos os casos de óbito são investigados para comprovar ou descartar que a vacina está ligada à causa da morte.

Post Anterior

Brasil deve ter 9º pior desemprego do mundo em 2022

Próximo Post

Laurez alinha fortalecimento do PDT em Porto Nacional