0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 15/03/2022 10:17

Militares das mais altas patentes se uniram para tentar evitar a queda de Joaquim Silva e Luna do comando da Petrobras, diz a Folha.

O general tem sido criticado por sua postura diante da alta do petróleo. Na semana passada, a estatal anunciou um reajuste no preço dos combustíveis. No fim de semana, Jair Bolsonaro foi perguntado pela gestão de Silva e Luna e disse que “qualquer um pode ser trocado”.

A expectativa é que a mudança no ICMS e o arrefecimento das tensões entre Rússia e Ucrânia faça o valor dos combustíveis cair.

Mourão estaria entre os militares que defendem Silva e Luna. Ontem, ele afirmou que o general “aguenta a pressão”.

Post Anterior

STF vai definir se alterações na Lei de Improbidade podem ser aplicadas retroativamente

Próximo Post

Prefeitura de Palmas pretende entregar mil títulos de regularização fundiária neste semestre