0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 27/09/2019 15:18

Jackson da Rocha Rezende foi condenado à pena de 17 anos de reclusão pelo assassinato de José Edson Martins Lopes. O crime aconteceu em dezembro de 2018, em Arapoema, momentos depois de o acusado ter encaminhado uma mensagem de aplicativo se desculpando por uma discussão e pedindo para a vítima se despreocupar.

Foto: Divulgação.

A sessão do Tribunal do Júri aconteceu nesta última quinta-feira, 25, quando o conselho de sentença reconheceu as alegações do Ministério Publico do Tocantins (MPTO), representado pelo Promotor de Justiça Caleb Melo, que sustentou a tese de homicídio qualificado, em virtude da traição que dificultou a defesa da vítima. Segundo sustentou o MPTO, o réu teria encaminhado a mensagem com pedido de desculpas para distrair a vítima. José Edson foi morto com três tiros na cabeça, disparados por uma espingarda. O desentendimento foi motivado pelo fato de Jackson da Rocha Rezende sentir ciúmes da ex-namorada, pessoa de quem a vítima era amigo desde a infância e com quem ele havia acabado de se encontrar. ( Informações MP-TO). 

Post Anterior

Polícia Civil localiza arma de fogo e réplica de pistola em matagal no interior do Estado

Próximo Post

Gurupi: eleição do conselho tutelar será em três escolas; confira