0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 13/02/2019 11:50

Técnicos socioeducadores informaram ao Portal Orla Notícias neste domingo, 10, que menores mantinham escondidas no Centro de Internação Provisória Central (Ceip) em Palmas, armas artesanais, feitas de pedaços de portas metalizadas. 

Vários registros destas armas foram enviados ao Você no Orla, demonstrando a criatividade e engenhosidade dos internos em preparar armas, a partir de metal e restos de lençóis.

Mais de três chunchos foram entregues por um dos menores, de forma espontânea, aos socioeducadores, durante uma revista na unidade.

Na reclamação enviada ao Portal, o texto diz “o sistema socioeducativo vive momentos de descaso das autoridades e falta de respaldo jurídico para os servidores agentes de segurança socioeducativo denominados erroneamente de técnico socioeducador, pois não são técnicos e muito menos professores, mas tiveram um curso voltado a garantir a segurança e bem estar da unidade”.

O texto continua destacando que “os sistemas socioeducativos não diferem em nada do sistema prisional comum, a não ser a idade dos reeducandos e a utopia de quem acredita que eles são inimputáveis e por isso não tem responsabilidade pra responder pelos atos praticados”.

Post Anterior

Homem é preso pela PM acusado de agredir companheira no norte do TO

Próximo Post

Homem morre no centro de Tocantinópolis atingido por carreta: motorista já foi identificado