0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 17/05/2022 07:27

O Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian de fevereiro, ao qual o Poder360 teve acesso exclusivo, mostra que os microempreendedores individuais puxaram a abertura de empresas durante a pandemia. Mesmo com alguns meses de queda no total de aberturas, a curva de novos negócios é maior hoje do que era antes da pandemia. A pesquisa monitora o número de empresas abertas, a natureza jurídica, as regiões do país com novas aberturas e também os setores.

Em fevereiro foram 346.480 empresas abertas. Dessas, cerca de 270 mil foram de microempreendedores. Em janeiro, das 348.637 aberturas, 283.021 foram abertas por microempreendedores.

Antes da pandemia da covid-19, em fevereiro de 2020, o número de empresas abertas foi de 270.221. Agora, 2 anos depois, houve abertura de cerca de 76.000 empresas a mais do que na época. Ou seja, há crescimento, com exceções de alguns meses, de empresas sendo abertas durante todo o período da pandemia.

Luiz Rabi, economista da Serasa, explica que o empreendedorismo segue sendo uma constante no país na busca de uma renda e na complementação dela. “Com os níveis de desemprego ainda muito altos, parte da população continua encontrando boas oportunidades em abrir o próprio negócio”, afirma.

Rabi disse que a maioria dos MEIs abertos são iniciados com baixo investimento. “Quando vemos o número expressivo de MEIs que foram criadas, conseguimos deduzir que grande parte das novas empresas são abertas por pessoas que precisavam fazer um investimento prático e de baixo custo para começar a empreender e obter retorno financeiro”, afirma.

O setor de serviços foi o que mais impulsionou a abertura de novos negócios em fevereiro. Foram 240.809 novas empresas, um crescimento de 3,9% em relação ao mesmo mês de 2021. Em seguida, o Comércio com 76.756, e a Indústria, com 25.506. Estes 2 registraram queda de 5,7% e 4,2%, respectivamente, em relação a fevereiro do ano passado.

Na análise por região, o Sudeste liderou as aberturas em fevereiro, com 179.956 negócios criados. Foi seguido pelo Sul (61.978), Nordeste (56.761), Centro-Oeste (30.509) e Norte (17.276).

Post Anterior

Defendida por Lula e Guedes, “moeda única” não é viável, dizem especialistas

Próximo Post

Governo do Tocantins libera mais uma etapa de recursos do Programa de Fortalecimento da Economia e Geração de Empregos, nesta terça, 17