0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 28/04/2020 18:17

O Sebrae Tocantins divulgou uma pesquisa de sondagem empresarial com objetivo de apontar os impactados da Covid-19 no setor de turismo. 

A pesquisa foi realizada no período de 02 a 07 de abril e identificou as principais necessidades e impactos nos empreendimentos turísticos da região do Jalapão e Serras Gerais.

Foram ouvidos 80 empresários que atuam em agências de viagens, hospedagem, gastronomia e atrativo turístico, artesanato e náutico dos municípios de Almas, Arraias, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Lavandeira, Mateiros, Natividade, Palmas, Pindorama do Tocantins, Rio da Conceição, São Félix do Tocantins e Taguatinga. Os detalhes da pesquisa podem ser conferidos aqui.

Segundo a pesquisa, 73,8% dos entrevistados relataram que o aumento de linhas de crédito é uma das medidas do governo que poderá beneficiar seu negócio. Outras medidas citadas na pesquisa foram à redução de impostos e taxas (43,8%) e redução de juros (31,3%). Mais de 70% dos empresários afirmaram desconhecer as linhas de crédito disponíveis para o turismo e 55% deles também consideram que não possuem planejamento financeiro.

“Essa pesquisa trouxe dados importantes que vão auxiliar a tomada de decisão da nossa gestão. Os maiores custos para esses negócios ligados as atividades turísticas são despesas com contratação de pessoal, os custos com matéria prima, as taxas e impostos e o aluguel. Estamos cientes que o impacto negativo é muito alto e que as medidas emergenciais, como acesso ao crédito sem burocracia é uma das alternativas”, explicou a diretora técnica do Sebrae-TO, Eliana Castro.

Para o momento, os donos de pequenos negócios do turismo no Tocantins, esperam que o Sebrae ajude a aperfeiçoar os canais de atuação com consultoria em redes socais, alimentação e desenvolvimento do plano de marketing. Quando questionados em relação ao apoio do Sebrae na reestruturação dos pequenos negócios no pós-crise, os empresários responderam que esperam receber apoio da instituição na facilitação de crédito a juros baixos, aproximação com os bancos, planejamento e controle financeiro e precificação dos produtos e serviços.

Moisés Gomes, superintendente do Sebrae-TO, destacou que a prioridade da instituição é apoiar e orientar os empresários durante e pós crise com foco na promoção do Turismo no Tocantins. “Embasados na pesquisa temos ofertado as consultorias online do Projeto Investe Turismo nos temas indicados por eles, já que 80% das empresas pesquisas não possuem estratégias de marketing e nem alternativas de novos canais para comercialização de produtos. Assim, ele terá a orientação que precisa para superar este momento e se preparar para conduzir o pós-crise. Temos várias ações programadas para que o Jalapão e as Serras Gerais voltem a ser os destinos mais procurados pelos turistas”, afirmou, acrescentando que o sonho de conhecer as belezas tocantinenses não foi cancelado, apenas adiado. (Assessoria de imprensa Sebrae)

Post Anterior

Quem é Alexandre Ramagem, o amigo da família Bolsonaro que comandará PF

Próximo Post

CNI diz que pandemia causa impacto intenso na atividade industrial