0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 12/07/2019 16:22

Passa de 1.681 a quantidade propriedades rurais visitadas e seus responsáveis conscientizados com a ação do Dia D, pelos órgãos que integram o Comitê Estadual de Combate a Incêndios Florestais e Controle de Queimadas no Tocantins, o Comitê do Fogo. Ao longo desta semana, as ações foram realizadas em Paranã, Arraias e Dianópolis. A finalização das atividades foi em Porto Nacional, na manhã desta sexta-feira, 12.

O Dia D está sendo coordenado operacionalmente pela Defesa Civil Estadual em parceria com a secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídrico (SEMARH), nos dez municípios com maior índice de focos de incêndio e nos sete municípios que possuem quartel do Corpo de Bombeiros Militar, com atuação dos comandantes das unidades.

Tenente-coronel Geraldo Primo, superintendente da Defesa Civil Estadual

Para o tenente-coronel Geraldo da Conceição Primo, que é superintendente da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil e presidente do Comitê do Fogo, “os números são expressivos e importantes”. “A gente tem visto que a conscientização das pessoas sobre essa questão vem aumentando, e os municípios onde estamos fazendo o Dia D têm reduzido os focos de incêndio, graças a esse brilhante trabalho que está sendo realizado de forma integrada por todas essas instituições parceiras. A ação do Comitê está surtindo efeito e isso é gratificante”, avaliou o tenente-coronel Primo.

O Dia D é uma das principais ações do Comitê do Fogo que tem o objetivo de realizar visitas nas proximidades rurais, através do trabalho de campo pelas equipes visando sensibilizar e levar informações mecanismos e prevenção (manejo do solo e construção de aceiros) e uso legal do fogo, bem como de possíveis aplicações da legislação para a repreensão as atitudes irregulares. O conteúdo entregue ainda deixa claro que, mal aplicado, o fogo acarreta grandes prejuízos ao meio ambiente e aos próprios moradores, ao rebanho, outros animais domésticos e até a produção devastados pelas chamas.

Os produtores são informados sobre controle de queimadas

A programação do Dia D contempla a Capital e os municípios de Pium, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Lizarda, Mateiros, Goiatins, Paranã, Arraias, Ponte Alta do Tocantins e Rio Sono. E de forma regionalizada nos sete municípios do interior onde há quartel do Corpo de Bombeiros Militar/coordenadorias Regionais de Defesa Civil, como Araguaína, Gurupi, Colinas, Paraíso do Tocantins, Araguatins, Dianópolis e Porto Nacional.

O major Benvindo Filho Pinto de Queiroz, comandante da 5ª Companhia de Bombeiros Militares, em Porto Nacional, relata que o município tem seis rotas a serem percorridas pelas equipes nesta sexta-feira. Ele completa informando que “o roteiro soma uma média de 240 propriedades rurais para visitação”. “O Dia D é muito importante pra nós, como agentes de resposta às queimadas/incêndios florestais, pois ele antecipa a mensagem de que o homem do campo precisa se preparar para esse período, evitar o uso do fogo e preparar a moradia com aceiros”, pontua o major.

Para Karynne Sotero Campos, gerente de Educação Ambiental da Secretaria de Estado do Meio Ambiental e Recursos Hídricos – SEMARH, a avaliação das ações é positiva. “O trabalho é muito bem feito com a divisão das equipes que vão a campo levando as informações. Fizemos 1681 visitas. É um número grande e a gente só consegue alcançar isso graças a ao trabalho de parceria. É o caminho mais correto a seguir para tirar o Tocantins do ranking das queimadas, usando informação e a conscientização das pessoas sobre essa questão”, afirmou.

Post Anterior

Polícia Civil prende suspeito de estupro de vulnerável em Itacajá

Próximo Post

Pequenos negócios têm até segunda para retornar ao Simples Nacional

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *