0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 09/05/2022 11:58

Justiça atente pedido do Município de Miracema e determina a suspensão geral e imediata da greve dos servidores da educação deflagrada no dia 19 de abril.
Na decisão determinou, ainda, a todos os servidores que retornem imediatamente aos postos de trabalho, sob pena de multa diária de R$ 10.000,00 (dez mil reais).
De acordo com o Advogado do Município, Leandro Manzano, o movimento paredista é nitidamente ilegal e abusivo, uma vez que a reivindicação da categoria, qual seja, piso nacional da educação, foi devidamente atendido, isso através da Lei Municipal nº 675/2022, aprovada pela Câmara de Vereadores um dia antes do início da referida greve.
Post Anterior

Com dois casos no final de semana, sobe para 23 as vítimas de afogamento no Tocantins no ano de 2022

Próximo Post

Ao comemorar 50 anos, Sebrae inaugura prédio com edificação sustentáve