Home»Destaque»Justiça suspende audiência de Duda Pereira, até que quebra de sigilo telefônico seja anexada nos autos

Justiça suspende audiência de Duda Pereira, até que quebra de sigilo telefônico seja anexada nos autos

Atualizada em: 01/11/2017 18:29

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Na última terça-feira, 31, foi julgado o mérito da decisão em que suspende a audiência de instrução do dono de postos de combustíveis Eduardo Augusto Rodrigues Pereira, conhecido como Duda Pereira. A decisão foi do colegiado do Tribunal de Justiça do Tocantins.

Segundo a decisão, os procedimentos estão suspensos até que seja disponibilizadas todas as provas do processo para a defesa.

No último dia 26 de setembro, uma liminar pediu a suspensão de audiência devido à falta de documentos nos autos, do qual a defesa diz, que a falta dos documentos causará danos ao andamento do processo.

A justiça decidiu soltar o empresário no mês passado, que estava preso em Porto Nacional. Duda Pereira, é suspeito de mandar matar o dono de posto de combustível Wenceslau Leobas e também acusado de formação de cartel em Palmas. Atualmente, Duda Pereira, está em Palmas.

Porto Nacional

O crime aconteceu no dia 14 de fevereiro, após Wenceslau Leobas ser baleado em Porto Nacional, quando saía para o trabalho. Os suspeitos de efetuar os disparos foram presos, Alan Sales Borges e José Marcos de Lima, e confessaram o crime. No entanto José foi encontrado morto dentro de Casa de Prissão Provisória de Palmas, em março deste ano. O empresário Duda Pereira, é acusado de ser o mandante do crime.

 Duda, que foi presidente do Sindicato dos postos, também é acusado de formação de cartel. Na época, as investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, apontou alinhamento nos preços durante cerca de 5 anos.

Post Anterior

Orla TV: Advogado Criminalista, Paulo Roberto da Silva, fala sobre fase de investigações envolvendo policiais militares e delegado

Próximo Post

Veja o que abre e fecha no feriado prolongado de Finados em Palmas