0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 08/05/2018 16:23

O promotor da 29ª Promotoria de Justiça de Palmas, Fábio Lang, considerou como ‘pedagógico’ o efeito que será produzido com a decisão do juiz José Ribamar Mendes Jùnior, da 1ª Vara Criminal, durante audiência de custódia nesta terça-feira, 8, relacionada à prisão em flagrante do motorista acusado de atropelar cinco atletas ontem à noite, na zona rural da capital.

Mendes Júnior transformou em preventiva a prisão em flagrante de Deusiano Santana, de 57 anos.  Ele foi detido logo depois de fazer teste do bafômetro que acusou quantidade de álcool no sangue acima da permitida por lei. Os atletas faziam treino de trilha noturna numa estrada rural, perto da marginal oeste da BR 010, no setor de chácaras, quando foram atingidos pelo carro em alta velocidade. “O magistrado acolheu a pretensão ministerial e converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva, fundamentada no dolo eventual, caso em que, se o flagrado não teve a intenção de matar, ao menos assumiu o risco de o fazer, ao dirigir veículo automotor, após se embriagar”, disse Lang. 

Segundo o promotor, o efeito pedagógico vale para todos. “Se dirigir, não beba e se beber, não dirija”, reforçou. Este não foi o primeiro episódio envolvendo motoristas suspeitos de embriaguez e atletas em treinamento nos arredores da capital. Em novembro do ano passado, o médico Pedro Caldas foi atropelado durante o dia, enquanto treinava com amigos, na pista marginal à mesma rodovia. Ele morreu 35 dias depois, como consequência do grave traumatismo craniano que sofreu. 

São frequentes os registros de acidentes envolvendo veículos e ciclistas. No domingo, 6, a ciclista Ivonete Monteiro de Castro foi atingida enquanto pedalava na avenida Teotônio Segurado, à tarde.  Por causa do risco, praticantes do pedal e de outros esportes estão se mobilizando para promover nesta quarta-feira, 9, uma reunião que discutirá a segurança na prática do ciclismo em Palmas. A mobilização é pelas redes sociais  e quer aproveitar o Movimento Maio Amarelo.

Três dos cinco atletas atropelados ontem à noite, permanecem internados, porque já passaram ou ainda vão passar por cirurgias. Ângelo José de Sousa Bezerra bateu a cabeça, quebrou o nariz e foi submetido a vários exames. Jaqueline dos Santos Serafim também sofreu fratura no nariz e numa das costelas. Francyneide Campo Barbosa quebrou o fêmur. Já Eloisa Martins Marques de Carvalho e Márcio Dias Santiago sofreram escoriações, foram avaliados pelos médicos e depois liberados. 

Saiba mais: 

🚴🏽‍♀ Reunião Comissão de Segurança Ciclismo 🚴🏼‍♂
🏖 Local: Praia da Graciosa (areia, lado esquerdo oposto aos flutuantes)
🕓 Horário: 19h
🗓 Data: 09/05 (quarta-feira)

Sugestões de Pauta
✔Mobilização Trânsito NÃO Violento (definir data e proposta do evento)
✔Formação da Comissão de Segurança

 

Post Anterior

"A Mulher do Fim do Mundo": Espetáculo de dança faz uma reflexão sobre a condição da mulher

Próximo Post

'Falsos clientes': taxista é vítima de sequestro relâmpago em Palmas, tem carro roubado e é deixado em matagal na TO 020

1 Comentário

  1. […] dos principais motivos para a mobilização são os recentes episódios de atropelamentos envolvendo ciclistas e corredores de rua, e de outro lado, motoristas imprudentes e até […]