Home»Destaque»Iphan faz vistoria em catedral de Porto Nacional tombada pelo patrimônio histórico

Iphan faz vistoria em catedral de Porto Nacional tombada pelo patrimônio histórico

Atualizada em: 03/11/2017 19:01

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A Catedral de Nossa Senhora das Mercês, cartão postal do município de Porto Nacional, está com problemas estruturais. A madeira do teto selou, o que fez acumular água no local, provocando goteiras. Na chuva da última segunda-feira, 30, o problema agravou ainda mais. A igreja também está infestada de morcegos, as fezes e urina tem danificado o mobiliário do templo.

As fezes estão até nas paredes da Catedral. Foto: Divulgação.

Em entrevista por telefone ao Portal Orla Notícias, padre Jucimar Souza Ribeiro, pároco da igreja conta que uma das principais necessidades é substituir o telhado. “Só que para isso precisamos de recursos, e a igreja não tem condições financeiras de custear essa substituição que precisa seguir uma série de critérios, pois, tratada de um monumento tombado”, explica o padre.

Quando chove, as goteiras no teto molham o piso da catedral. Foto: Divulgação.

O pároco conta ainda que a igreja vive de doações dos fiéis, já que não são destinadas verbas nem municipais e federais para a Catedral. “Todas as vezes que vou celebrar uma missa, vem a preocupação com relação as condições do teto da igreja”, conta o padre Jucimar.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, IPHAN no Tocantins, realizou uma vistoria nesta sexta-feira, 3. Uma equipe fez registros fotográficos que serão enviados à Brasília. Durante a visita foi realizada uma reunião, onde o IPHAN, vai verificar a possibilidade de uma verba para aquisição de uma lona, como uma das medidas emergenciais.

“Na próxima semana teremos outra reunião com autoridades municipais para definir as principais medidas, para encontrar uma solução para os problemas”, adianta padre Jucimar.

Nessa sala dentro da igreja, o chão e alguns movéis, estão repletos de fezes de morcego. Foto: Divulgação.

Na Catedral são realizadas missas de segunda à sábado, às 19. Aos domingos os fiéis participam de celebrações às 07h30, 10h, 15h e 19h.

Patrimônio Histórico

A Catedral inaugurada em setembro de 1904 foi idealizada pelos padres dominicanos que vieram da França. O templo foi construído com pedra canga, tijolo e madeira. O local guarda a imagem da santa padroeira de Porto Nacional, Nossa Senhora das Mercês.  Boa parte das imagens sacras da igreja foram trazidas da França e de Belém do Pará.

O Centro Histórico de Porto Nacional foi tombado em 2008, segundo dados do Iphan. A área delimitada abrange cerca 250 edificações erguidas no período colonial, conjuntos, ruas, largos e praças, incluindo a Avenida Beira Lago e o entorno da Catedral Nossa Senhora das Mercês.

Assunto na AL

A situação da Catedral chegou na Assembleia Legislativa do Tocantins. O requerimento apresentado pelo deputado Paulo Mourão (PT), deve entrar na ordem do dia da próxima sessão ordinária, prevista para terça-feira, 7. O requerimento solicita ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/Tocantins), providências emergenciais para conservar o prédio. “Com a chegada do período chuvoso, os problemas da catedral tendem a aumentar, devido à precariedade da sua estrutura”, destaca o parlamentar.

Post Anterior

Novo aumento: preço do gás de cozinha ficará mais caro a partir de domingo

Próximo Post

Vai fazer a prova do Enem? Então fique de olho nas recomendações