0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 12/06/2019 09:05

As inscrições estão abertas a partir desta quarta-feira, 12, e seguem até o dia 14. Serão selecionados 60 brigadistas para atuar no Estado, na Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais, nas Unidades de Conservação de Proteção Integral e os entornos. 

O brigadista irá trabalhar 40 horas semanais e terá um salário de R$ 1.000 mensais. Os candidatos aprovados serão contratados por um período de até seis meses, ou seja, dentro do período de estiagem no Estado. Os testes de caráter eliminatórios e classificatórios serão realizados no dia 19/06/2019, nas Unidades de Conservação e na sede do Naturatins. “Para este período de seca, o Naturatins está inovando e vai contratar brigadistas para as Áreas de Proteção (APA) Lago de Palmas e Serra do Lajeado. Desta forma, além de preservar a fauna e a flora, a população destas regiões terão mais qualidade de vida”, considerou o presidente do Naturatins, Marcelo Falcão.

Foto: Governo do Estado.

Para os interessados em atuar na APA Lago de Palmas e na área do Centro de Fauna do Tocantins (Cefau), as inscrições serão realizadas na sede do Naturatins em Palmas. Os candidatos que quiserem trabalhar nos Parques Estadual do Cantão, Jalapão e Lajeado, as inscrições serão nos escritórios das respectivas unidades de conservação, ou ainda na sede do Naturatins.  Para trabalhar na APA Serra do Lajeado, a inscrição será na sede da APA. Já os interessados em atuar no Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Tocantins (Monaf), as inscrições devem ser efetuadas no escritório da sede.

Requisitos

Para a contratação, o candidato à vaga deverá ser alfabetizado, ter noções de prevenção, controle e combate a incêndios florestais e apresentar atestado médico. Entre as atividades, o candidato aprovado, irá executar ações relacionadas ao Manejo Integrado do Fogo, tais como monitoramento, prevenção, preparação, combate e uso do fogo. Além de saber utilizar adequadamente os equipamentos de proteção individual (EPIs).

Dentro das atividades dos brigadistas, haverá ações sobre conscientização, orientação e educação ambiental relacionada às queimadas e incêndios florestais. Cabe também a coleta de sementes, produção de mudas, recuperação de áreas degradadas e de alternativas ao uso do fogo na agropecuária.

Após a análise dos currículos, os candidatos serão convocados para realizar o Teste de Aptidão Física (TAF) e o Teste de Habilidades e Uso de Ferramentas Agrícolas (THUFA) de caráter classificatório. A prova tem como objetivo avaliar a resistência muscular, aeróbica e a capacidade cardiorrespiratória dos candidatos, numa distância percorrida de 2.400, metros. Ao candidato também será solicitada a confecção de um aceiro de 15 m².

Post Anterior

Estudantes selecionados no Sisu já podem fazer matrícula a partir de hoje; UFT divulga lista

Próximo Post

Telas de proteção nas praias da Capital passam por vistoria e reparos