0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 22/04/2022 11:24

A taxa de inadimplência da pessoa física no varejo deve alcançar o maior índice desde o início do ano em abril, chegando a 4,69% no mês, segundo as projeções do Ibevar (Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo).

Cláudio Felisoni de Angelo, presidente do Ibevar, atribui o cenário ao impacto da inflação nos rendimentos domésticos.

A redução das despesas deve frear o índice nos próximos meses, mas isso dependerá da evolução das vendas em abril, segundo ele.

A expectativa é que o indicador, que remete aos atrasos de pagamentos acima de 90 dias, arrefeça em maio e junho, quando deve cair para 3,05% e 2,82%.

Post Anterior

Campos Neto diz que BC pode aumentar juros até que desinflação se consolide

Próximo Post

CNI e FIESP realizam debate sobre Desenvolvimento Econômico e Sustentabilidade