0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 23/04/2018 17:14

Faltando sete dias para o prazo final de entrega da declaração de imposto de renda pessoa física, 66 mil contribuintes tocantinenses ainda não acertaram as contas com o leão. Pessoas como a Joana Pedrosa, funcionária pública, que deixou para última hora para declarar. “Acabei me enrolando e deixei para esta última semana para fazer a declaração, mas vou fazer dentro do prazo”, justifica a funcionária pública.

O que acontece com quem não declarar?

Quem não declarar fica com CPF pedente, com isso ele fica impedido por exemplo, de fazer empréstimos, obter certidão negativa para venda ou aluguel de imóvel, tirar passaporte e até mesmo prestar concurso público, além de ter problemas para movimentar conta bancária. 

Segundo a Receita Federal, a taxa pelo atraso é de 1% ao mês ou fração sobre o valor do imposto a ser pago. No entanto, essa multa não pode ultrapassar 20% do imposto devido. Se o correspondente a 1% do imposto a ser pago for menor que R$ 165,74, o contribuinte deverá colaborar com esse valor mínimo. Essa regra também se aplica a quem não possui imposto devido.

Para evitar transtornos e problemas o melhor é não perder o prazo, o data final para entrega da declaração do imposto de renda pessoa física é dia 30 de abril. 

Post Anterior

Acabou a alegria: Diretório Nacional do PT intervém e determina coligação com Kátia Abreu

Próximo Post

Candidaturas registradas, começa a fase de impugnações; conheça os candidatos ao mandato tampão de governador