0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 29/08/2019 10:12

No Tocantins, a operação cumpriu mandado de prisão contra um homem, na cidade de Taipas, município localizado na região Sudeste, na manhã desta quinta-feira, 29. O preso será levado para o presídio de Dianópolis. Além do Tocantins, a operação Mercúrio cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão nos estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Pará, Paraná, Pernambuco, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

O Grupo de Apoio Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Tocantins (MPTO), com apoio da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (2ª CIPM), participou da Operação Mércúrio, com objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em roubo, receptação de cargas e lavagem de dinheiro. A operação Mercúrio foi comandada pelo Gaeco de Uberlândia. Segundo o grupo, a chefia da organização é instalada nas cidades de Uberlândia e Goiânia.

Operação Mercúrio. Foto: Divulgação/Divulgação.

Segundo as investigações,  pesam contra a organização criminosa indícios de dezenas de roubos de caminhões e carga. Os criminosos também teriam agido na subtração de cargas diversas, roubo de veículos pesados, maquinário agrícola, operacionalização de empresas fantasma, receptação qualificada, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e várias outras infrações, nas quais pode ter captado, de forma criminosa, aproximadamente R$ 40 milhões. (Informações MPE/TO). 

Post Anterior

Mudança: deputado Gleydson Nato é o novo líder do governo na Assembleia Legislativa

Próximo Post

Dupla João Neto e Frederico é atração confirmada no 13º Festival Gastronômico de Taquaruçu