Home»Destaque»Hoje é aniversário do Caio: e ele ‘caiu’ no Papo de Mulher

Hoje é aniversário do Caio: e ele ‘caiu’ no Papo de Mulher

Atualizada em: 06/12/2018 09:26

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A coluna não é Papo de Mulher, e vou falar do aniversário do Caio? O que isso tem a ver com o público feminino? O motivo é simples!  Vamos prosseguir com a leitura e você vai entender.

Antes das redes sociais, como era desejado “feliz aniversário” para um amigo? A pergunta parece um tanto simples e até desnecessária. Pois bem, ontem quarta-feira, 5, recebi a seguinte mensagem de um amigo; o Caio: “Passando pra te lembrar que amanhã é meu niver”. Conversamos alguns minutos, perguntei onde seria a festa e logo combinamos algo para a próxima sexta-feira, 7.

Depois de algum tempo fiquei pensando no mega “textão” que ia mandar para ele, falando o quanto ele é especial, a importância da sua amizade e como desejo que esta data se repita por muitos e muitos anos. Claro que também pensei em fotos nossas juntos e todas as pompas que o momento exige para uma “super” postagem.

 

Em seguida veio a dúvida, “não significaria mais ligar”?! Uma vez que, levaria até menos tempo e eu poderia falar tudo isso com muito mais sentimento? Então, abro um “parêntese” aqui. Na maioria das vezes, reza a lenda, que este tipo de declaração em redes sociais, publicação toda cheia de “enfeites” e carregada de emoções, é feita por mulheres. Isso não quer dizer que os homens liguem mais, porém são mais diretos, são mensagens mais curtas, falam menos que nós meninas.

Vou contar um pouquinho quem é o Caio e depois continuo a análise. Ele é um jovem cheio de vida, completa hoje 23 anos, abriu mão da companhia da família, por isso mora sozinho, para ser servidor público no Tocantins. Apesar da “pequena” diferença de idade, nos tornamos grandes amigos. Eu sou espoleta, negra, resolvido. Ele é branco, novo, do tipo “bem” tradicional. Às vezes, vai a loucura com minhas opiniões. E isso me diverte sobremaneira!

Este ser “humaninho” magrelo e com cara de adolescente, tem um coração enorme, já me ajudou fazer mudança, me liga com frequência e todas as vezes que precisei, nunca me disse não.  Em 2017, fomos comemorar o aniversário dele no cinema, só nós dois, por pura amizade mesmo. E este ano, com tantas ocupações do dia a dia e tantas outras “desculpas”, não pensei em nenhum momento em ligar, mas postar em uma rede social todas as coisas boas que desejo para ele. Praticidade? Comodidade? Talvez.

Pode parecer só uma simples ligação, mas o significado desta declaração, em uma rotina que estamos muito ocupados, porém sempre online, tenha um sentido muito maior. Lembrei de tantas outras pessoas queridas que não liguei, mas mandei mensagem, publiquei fotos, fiz o “textão”. Tudo em aplicativos. Nada ‘presencial’. Ou, no pior dos casos, deixei para depois e esqueci. Perdi a oportunidade de saber como estava sendo o dia da pessoa ‘querida’ na data do seu aniversário.

Perdi a oportunidade de ouvir sua voz e aquela risada única que cada um possui. Assim como no meu aniversário, recebi inúmeras mensagens, etc etc, mas acho que somente minha mãe e mais quatro amigas me ligaram. Ficam as perguntas: já ligou para alguém que é importante para você hoje? Já disse o quanto de coisa boa você deseja para ela no dia do seu aniversário?

E talvez você me pergunte, depois deste texto imenso: – “já ligou para o Caio?”

“Sim”, direi, “já liguei para o Caio”. E ele não atendeu.

Será que achou estranho receber um telefonema?

 

Post Anterior

Um quarteto parada dura e cheio de vida

Próximo Post

Os 90 anos de idade da matriarca Galdino, é exemplo de sabedoria e inspiração de uma existência bem vivida

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *