0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 07/05/2018 09:17

Por ordem da justiça, a BRK Ambiental terá que regularizar até quarta-feira, 9, o fornecimento de água em Guaraí, a 180 km de Palmas. A decisão, em caráter liminar, é do juiz Márcio Soares da Cunha e atende pedido feito pelo defensor público Evandro Soares, numa ação civil.

Os problemas relatados na ação são conhecidos da moradora Lucivânia Feitosa, mãe de duas crianças. “Difícil ainda mais pra gente que tem crianças pequenas”, disse ao Portal Orla Notícias. Ela mora no centro de Guaraí, mas a falta de água constante atinge praticamente todos os bairros.  “Não falo tanto nos prejuízos mas sim na dificuldade para beber, tomar banho, fazer comida”, exemplifica, destacando que na casa dela, além dos adultos e dos filhos já mencionados, tem outras duas crianças, que também são afetadas pela situação.

A interrupção frequente do fornecimento de água, inclusive diariamente e por longo período de tempo, levou a Defensoria a acionar a Companhia BRK Ambiental, responsável pelo abastecimento, depois de tentativas de resolver o problema extrajudicialmente.  “Comunicados emitidos pela própria empresa concessionária do serviço foram anexados à ação a fim de mostrar a situação”, informou o defensor.

Na decisão, o juiz reforça que a empresa está obrigada a prestar os serviços “de forma contínua, adequada, eficiente e segura, mantendo o sistema de abastecimento de água em condições aptas as suas finalidades, assegurando a eficiente prestação de um serviço público básico”. Se não cumprir a decisão, a empresa está sujeita a multa no valor de R$ 10 mil.

Foto: Rondinelli Ribeiro/ Comunicação TJTO

O Portal Orla Notícias procurou a BRK Ambiental para saber as providências que estão sendo adotadas para normalizar o fornecimento de água aos moradores de Guaraí. Por meio de nota, a concessionária disse que “o abastecimento em Guaraí passa por instabilidades em razão da queda, repentina, de vazão de água em um dos principais poços da cidade”. 

Por conta disso, a empresa “iniciou, emergencialmente, a perfuração de um novo poço, que será interligado ao sistema de abastecimento do município”. A concessionária informou ainda que “todo o trabalho – de perfuração, os testes necessários, e a interligação do poço – deve ser concluído até o fim desta semana”.

Post Anterior

Zootecnistas em debate

Próximo Post

'Na fissura': para sustentar o vício homem rouba a própria mãe e é preso fumando maconha