0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 28/05/2018 09:02

A Justiça Federal do Tocantins não terá expediente nesta segunda-feira, 28, segundo portaria assinada pelo diretor do foro da Seção Judiciária do Tocantins (SJTO), juiz federal Gabriel Brum. Por conta da suspensão do expediente, ficam suspensos também os prazos processuais na sede, em Palmas(TO). A decisão se dá como consequência da paralisação dos caminhoneiros, que entrou no 8º dia em todo o país. 

A greve dos caminhoneiros contra a política de reajuste do preço dos combustíveis e os bloqueios mantidos pelos grevistas são apontados como justificativa para a suspensão do expediente, em razão das consequências registradas na capital, em especial, “processo generalizado de crítico desabastecimento que, afora ter ensejado a redução dos deslocamentos das empresas operadoras do sistema de transporte coletivo urbano, também prejudica sobremaneira a utilização de veículos próprios ou meios de transporte alternativos, como táxis e Uber”, diz a portaria. 

De acordo com a Portaria, serão mantidas “a apreciação de ações, procedimentos e medidas de urgência que visem a evitar perecimento de direito, bem assim as perícias e audiências já designadas, caso haja possibilidade de comparecimento dos jurisdicionados e advogados, nesses atos, e sem prejuízo de análise específica pelo juiz natural da causa”. A direção do foro esclarece que “os servidores deverão compensar o dia de trabalho posteriormente”.

A portaria completa está disponível na sessão “avisos”, em: www.jfto.jus.br.

Post Anterior

Luzimangues: protesto interdita ponte e cobra melhorias no distrito nesta segunda

Próximo Post

Qual o papel da construção civil na preservação do meio ambiente?

1 Comentário

  1. […] dos órgãos estaduais, o portal também acionou a assessoria da Justiça Federal, cujo expediente foi suspenso nesta segunda, em razão do protesto dos caminhoneiros e da falta de combustível nos postos de Palmas e da Polícia […]