0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 27/07/2021 14:08

O Governo do Tocantins deu o primeiro passo para a centralização da gestão de frota, um novo modelo que vai otimizar o uso de veículos oficiais gerando eficiência e economia. Na última sexta-feira, 23, a Secretaria de Estado da Administração (Secad) publicou, no Diário Oficial do Estado, o contrato com a empresa Ticket Soluções, que estabelece o funcionamento.

O conceito do novo modelo é centralizar, em um único local, a gestão de todos os veículos que atendem os órgãos públicos. O funcionamento foi inspirado em centrais de frota de empresas públicas e privadas. Para isso, foi contratada uma empresa terceirizada, especializada na gestão de frota, para atender a demanda de deslocamentos urbanos e de viagens intermunicipais de 36 órgãos estaduais, durante o prazo de 12 meses.

Novo modelo de gestão da frota vai otimizar o uso de veículos oficiais gerando eficiência e economia – Foto: Roney Carneiro/Governo do Tocantins

A Secad, por meio da Superintendência de Administração e Finanças, desenvolveu um estudo, analisando modelos utilizados em outros locais. Com base nas experiências de terceirização e na centralização de frotas, os técnicos da secretaria verificaram a eficiência e a economia do sistema para adoção no Estado. 

“Foi realizado todo um estudo para observar os gastos do Estado com a manutenção e o abastecimento da frota. A partir disso, a Secad construiu uma proposta de mudança no foco de algumas áreas específicas da gestão destes serviços, criando este novo modelo”, ressalta o superintendente de Administração e Finanças, Cleomar Arruda.

Gestão

De acordo com a Superintendência de Administração e Finanças, outra novidade é que a gestão da frota estadual passa a ser centralizada na Secad, que vai gerenciar, em conjunto com os demais órgãos, tanto o fluxo de abastecimento (por meio do cartão) quanto a manutenção dos veículos oficiais.

Segundo o superintendente Cleomar Arruda, o Estado necessitava de um modelo de gestão integrado, que controlasse todo o processo de abastecimento, compreendesse e atendesse as necessidades de administração de toda a frota. “O principal ganho será na economia no combustível, além da segurança e da qualidade do sistema integrado, que vai gerar dados atualizados permitindo analisar o desempenho de toda a frota do Estado”, enfatiza.

Pelo modelo atual, cada órgão possui seus carros, faz a manutenção e abastece na Garagem Central. Com a contratação, a empresa é responsável por todos os custos para o funcionamento da frota, manutenção, abastecimento, equipe de operação, instalações físicas, entre outros.  

Vale destacar que, na transição, serão encerrados contratos de locação, manutenção e abastecimento, além de desativar o posto de combustível da Garagem Central.

Para o secretário de Estado da Administração, Bruno Barreto, o novo modelo de gestão representa uma evolução em comparação ao modelo anterior, pois oferece um controle mais efetivo devido ao uso de tecnologia de ponta, pois o controle dos abastecimentos é automatizado e possui abrangência superior, compreendendo toda a rede de veículos do Estado.

“Esta é mais uma ação do governador Mauro Carlesse, com foco na qualidade do gasto público. Teremos um serviço de transporte mais eficiente, com níveis de segurança e qualidade adequados e custos mais baixos”, afirma o secretário de Estado da Administração, Bruno Barreto.

Post Anterior

MPTO requer que estado adote protocolos sanitários para que parturientes voltem a ter direito a acompanhantes nas maternidades do TO

Próximo Post

Polícia Militar realiza operação no terminal rodoviário de Palmas