0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 04/03/2021 15:38

A Secretaria de Estado da Infraestrutura, Cidades e Habitação, iniciou nesta quinta-feira, 4, a entrega de 36 unidades habitacionais no Jardim Taquari, em Palmas.

Esta é a segunda etapa de entregas do conjunto habitacional que está beneficiando famílias em vulnerabilidade social pré-selecionadas. O empreendimento foi construído com recursos do Programa Prioritário de Investimento (PPI Favelas) pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Cidades e Habitação (Seinf).

Marlise comemora recebimento das chaves de sua nova casa. Foto: Erica Lima/Governo do Tocantins.

A entrega está acontecendo de forma fracionada respeitando os grupos prioritários e o sorteio dos endereços que aconteceu dia 28 de janeiro de 2021. Parte das famílias receberão as chaves nesta quinta e outra parte nesta sexta-feira, 5. O objetivo é evitar aglomeração.

As unidades habitacionais irão beneficiar famílias como a de Marlise Gonçalves Nunes. A empregada doméstica, que já está de mudança junto com seu marido e seus três filhos, explicou que essa é a realização de um sonho. “Esse é um sonho realizado, só de saber que não teremos mais o compromisso de ter que pagar aluguel já é um alívio grande nessa vida”, pontuou.

O programa PPI Favelas no Tocantins prevê para Palmas um total de 183 unidades habitacionais, sendo que já foram entregues na primeira etapa 41 unidades em 2020. Nesta segunda etapa, serão entregues 36 e o restante, 106 unidades, será entregue brevemente em mais 3 etapas. O valor investimento na conclusão é da ordem de R$ 4,3 milhões. A empresa responsável pela construção das moradias é a Só Terra Construções e Projetos Ltda.

O recebimento das chaves é feito de uma família por vez, respeitando o horário de agendamento. Nesta etapa, as unidades serão entregues de forma individual, ou seja, de hora em hora uma família será convocada pra receber a casa, para evitar aglomerações por conta das medidas de prevenção ao contágio do novo Coronavírus.

Foram selecionadas famílias de baixa renda, residentes em Palmas e que não possuem imóveis. As casas têm aproximadamente 45 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

“A preocupação é beneficiar as famílias vulneráveis nesse momento de pandemia. Em breve, iremos realizar novas entregas e beneficiar outras famílias selecionadas”, pontuou a secretária de Estado da Infraestrutura, Juliana Passarin.

Post Anterior

MPF-GO recomenda cloroquina e vermífugo para tratamento inicial da Covid-19

Próximo Post

Polícia Militar do Tocantins adia provas do concurso público para soldados devido aumento de casos da Covid-19