0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 01/06/2022 16:24

Após dois anos de atividades suspensas por causa da pandemia da covid-19, feiras e eventos voltaram a acontecer em formato presencial e a receber público em geral. Nesse sentido, as exposições agropecuárias de 32 municípios do Tocantins ocorrem desde o mês de maio e estão sendo impulsionadas com recursos do Governo do Tocantins, via Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) com recursos na ordem de R$ 3.600.000,00 do Tesouro do Estado; e da Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (Sics), com recursos no valor de R$ 1.980.000,00, oriundo do Fundo de Desenvolvimento Econômico do Estado, correspondendo a um fomento de mais de R$ 5,5 milhões.

As exposições agropecuárias movimentam milhões de reais em todo o Estado e são de suma importância para a economia local, gerando empregos temporários e estimulando o crescimento, a troca de experiência e os conhecimentos. “Os eventos desse setor também promovem e valorizam atrações artísticas e culturais diversificadas de cada região, além de fortalecer o turismo de negócios”, considera o secretário da Sectur, Hercy Filho.

Para o gestor da Sics, Carlos Humberto Lima, a realização das feiras agropecuárias movimenta a economia regional. A ação faz parte do Programa de Impulsionamento da Indústria, Comércio e Serviços e é uma parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins, com o objetivo de impulsionar a atividade econômica no interior do Estado.

“Após dois anos sem realizar eventos por causa da pandemia, é essencial que o Estado fomente iniciativas que terão impacto na nossa recuperação socioeconômica. As feiras agropecuárias movimentam a nossa economia, atraem novos negócios e geram empregos para a nossa população. Por isso, é necessária essa parceria entre o Governo do Tocantins e as entidades federativas para que esses eventos aconteçam e resultem em geração de renda para o tocantinense”, pontua Carlos Humberto Lima.

As temporadas de exposições agropecuárias no Tocantins tiveram início no mês de maio. O evento em Araguaína vem ocorrendo desde o dia 28 de maio e prossegue até 11 de junho. Já a exposição agropecuária de Gurupi ocorre desde o dia 27 de maio e segue até o dia 4 de junho.

Outras cidades também receberam apoio financeiro para realização dos eventos que estão previstos para ocorrer até outubro de 2022, dentre elas: Paraíso do Tocantins (4 a 11/06); Guaraí (8 a 10/06); Palmeirópolis (9 a 11/06); Pindorama (9 a 11/06); Peixe 09 a 11/06); Taguatinga (10 a 12/06); Miranorte (16 a 18/06); Tocantinópolis (23 a 25/06); Araguaçu (30/06 a 2/07); Jaú do Tocantins (30/06 a 2/07); Almas (14 a 16/07) Augustinópolis (11/07 a 13/08); Arapoema (14 a 16/07); Lagoa da Confusão (21 a 23/07); Ananás (18 a 20/08); Ponte Alta do Bom Jesus (18 a 20/08); Dois Irmãos (1° a 3/09); Dueré (1° a 3/09); Colinas (7 a 9/09); Barrolândia (2 a 4/09); Araguatins (2 a 10/09); Alvorada (8 a 10/09); Porto Nacional (8 a 10/09); Xambioá ( 8 a 10/09); Pedro Afonso (8/09 a 10/09); Formoso do Araguaia (15 a 17/09); Palmas (15 a 17/09); Fátima (22 a 24/09); Abreulândia (13 a 15/10).

Post Anterior

PSDB adia decisão sobre apoio a Simone Tebet

Próximo Post

Agregador de pesquisas: Projeção mostra Lula à frente em 16 Estados; Bolsonaro lidera em 8

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.