0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 11/01/2022 15:28

Após solicitação do Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) requerendo a manutenção da autorização de cultivos excepcionais de soja realizados nas planícies tropicais tocantinenses sob o sistema de sub irrigação, este, acatou o pedido da Agência e está mantida a autorização para fins de pesquisa, ensino e produção de sementes.

Segundo o gerente de sanidade vegetal da Adapec, Marley Camilo, a partir deste ano o Mapa estabeleceu que os estados que cultivam soja no período de excepcionalidade à janela de semeadura devem oficializar este pedido anualmente. “O Mapa autorizou o plantio para três finalidades, sendo elas: pesquisa, ensino e produção de sementes,” esclareceu Marley Camilo.

Para o presidente da Adapec, Paulo Lima, a manutenção do cultivo excepcional de soja nas planícies tropicais é um reconhecimento do trabalho da Adapec na defesa fitossanitária. “Sobretudo, no controle da ferrugem asiática, principal praga da cultura da soja. Além de possibilitar o avanço em pesquisas e a manutenção da produção de sementes para o Tocantins e estados circunvizinhos, reconhecidas sempre pelo seu alto vigor,” destacou Paulo Lima.

Post Anterior

Prefeita de Palmas determina suspensão de eventos em razão do aumento de novos casos da Covid-19, influenza e dengue  

Próximo Post

O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins deputado Antonio Andrade, tem destinado a maior parte de suas emendas para a área da saúde.

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *