0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 09/06/2022 14:28

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), certificou o primeiro frigorífico de carne bovina embalada a vácuo no serviço de inspeção estadual. O Serviço de Inspeção Estadual (SIE) participou da primeira desossa e, consequentemente, do processo de embalagem a vácuo de carne bovina no frigorífico Jatobá, em Palmas. O estabelecimento desossará uma média de 160 meias carcaças por dia, provenientes de outra planta da empresa que abate os animais em Porto Nacional.

O gerente de inspeção animal da Adapec, Antônio Caminha, afirmou que a primeira desossa com selo SIE representa crescimento da indústria no Tocantins, agrega valor e amplia a comercialização, que antes sem o selo de inspeção não seria possível. 

“O mercado consumidor ganha com a qualidade e a comodidade, a população com mais emprego e renda e a empresa com a expansão comercial, principalmente para as redes atacadistas”, avaliou, acrescentando ainda que a fiscalização da Adapec na agroindústria será semanal.   

Um dos administradores do frigorífico, João Alves Guimarães Neto, explicou que há 20 anos investem no Tocantins e que este novo passo busca melhorias e expansão na comercialização de produtos cárneos. 

“A Adapec tem apoiado nossos esforços e incentivado a migração da empresa para o Sisbi, que também é da sua responsabilidade. Sempre acreditamos no Estado, temos uma logística privilegiada com este centro de distribuição em Palmas. Em um futuro próximo, almejamos expandir os produtos para todo o Brasil”, destacou João Alves.

Atualmente, o Tocantins conta com 42 empresas certificadas no SIE. A instalação de agroindústria está em constante crescimento e, em 2020, eram 32 registradas nesse serviço. Nesse período, mais 10 empresas aderiram ao selo de certificação do Serviço de Inspeção Estadual (SIE).

Processo de desossa de carcaças

O processo é realizado no frigorífico para assegurar a qualidade da carne com a presença da inspeção da Adapec para garantir as condições higiênico-sanitárias. Após receber as carcaças, a empresa inicia a desossa e a embalagem do produto. Os cortes selecionados são embalados a vácuo e seguem para o mercado consumidor. 

Post Anterior

Ministro diz que governo está atuando para reduzir impostos e inflação

Próximo Post

Governo do Tocantins lança programa Jovens Protagonistas em Arapoema, nesta sexta, 10

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.