0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 14/01/2022 15:18

governo avalia aumentar os recursos previstos no Orçamento de 2022 para o fundo eleitoral em R$ 800 milhões, para R$ 5,7 bilhões. A proposta, que precisa ser sancionada por Jair Bolsonaro até 21 de janeiro, prevê R$ 4,9 bilhões para bancar as campanhas.

Entretanto, a Lei de Diretrizes Orçamentárias estima um gasto de R$ 5,7 bilhões com o fundão. O Ministério da Economia analisa se a diferença de R$ 800 milhões pode ser interpretada como um descumprimento legal.

Em nota a “Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia informa que esse assunto está em análise”.

Caso a avaliação final seja de que o valor original previsto na LDO precisa estar também no Orçamento de 2022, R$ 800 milhões de outras despesas precisarão ser vetadas para recompor o fundo eleitoral.

Post Anterior

Presidente Jair Bolsonaro e ministro Fábio Faria supervisionam implantação de infovia no Amapá

Próximo Post

Governo do Tocantins apresenta balanço das ações da força-tarefa de combate às enchentes no Estado

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *