0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 21/07/2022 10:49

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, quer que o presidente da República Jair Bolsonaro e o seu partido, o PL, se manifestem em até cinco dias sobre a reunião com embaixadores no Palácio da Alvorada, na última segunda-feira (18). A reunião foi tomada por críticas ao poder Judiciário brasileiro e mentiras sobre falhas no voto eletrônico.

O ministro analisa uma ação movida pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) e por Ciro Gomes, seu candidato a presidente. O partido quer que a transmissão feita por Bolsonaro no evento seja excluída do Facebook e do Instagram, por conter “propaganda eleitoral negativa antecipada”, onde o foco é desincentivar o voto.

Post Anterior

Pesquisa Exame/Ideia trás Lula 44% X Bolsonaro 33%

Próximo Post

Flamenguista vaia Bolsonaro e presidente mostra crucifixo ao torcedor

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.