0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 19/06/2022 16:38

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Edson Fachin, informou ao ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, que a Corte acolheu 10 propostas das Forças Armadas para as eleições deste ano. Apenas uma proposta dos militares não foi acolhida. O presidente do tribunal reiterou o convite para o que representante da classe militar participe da reunião da Comissão de Transparência das Eleições (CTE) que vai acontecer nesta segunda-feira (20), a partir das 15h.

“Certo de contar com a presença do general Heber Garcia Portela, renovo o reconhecimento deste Tribunal não apenas pela contribuição das Forças Armadas no âmbito da Comissão, mas sobretudo pelo valioso suporte operacional e logístico prestado por elas em todas as últimas eleições”, afirmou Fachin. Paulo Sérgio Nogueira tinha pedido ao tribunal um encontro das com as equipes técnicas e as Forças Armadas na última quarta-feira (15).

A CTE é um fórum destinado para discussões técnicas e diálogo interinstitucional sobre o processo eleitoral. O comandante do Comando de Defesa Cibernética do Exército (ComDCiber), general Heber Portela, representa os militares no grupo. No pedido do ministro da Defesa, enviado a Fachin, Paulo Sérgio Nogueira diz que o encontro serve para dirimir eventuais divergências técnicas e discutir as propostas das Forças Armadas.

No dia 10 de junho, Paulo Sérgio Nogueira encaminhou um ofício para Edson Fachin reclamando que as Forças Armadas “não se sentem devidamente prestigiadas por atenderem” ao convite do TSE para integrar a comissão. As Forças Armadas já participam do processo de fiscalização das eleições no país.

Post Anterior

Governo federal receberá mais R$ 8,8 bilhões com dividendos da Petrobras

Próximo Post

Lira critica Petrobras e diz que é hora de tirar máscara da empresa

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.