0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 13/06/2022 19:09

A Associação Brasileira das indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) está promovendo a proteína animal do país na Coreia do Sul. Publicada no site da instituição na sexta-feira 10, uma nota informa o envio de uma missão para abertura de mercado para exportação de carne bovina brasileira.

“A Abiec participa da comitiva do Ministério da Agricultura e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), para promover as exportações de produtos brasileiros na Coreia do Sul”, escreve. “O objetivo da missão da Abiec é trabalhar na abertura do mercado daquele país para a compra de carne bovina brasileira.”

Em 2021, os sul-coreanos consumiram 900 mil toneladas da proteína. A conta leva em consideração importações e produção interna.

“A Coreia do Sul é um importante mercado consumidor de proteína animal”, afirmou Jorge Camardelli, presidente da Abiec. “A exemplo de outros mercados para onde já exportamos, queremos atuar como parceiros, fornecendo carne bovina com a qualidade brasileira que outros países já conhecem.”

Em 2021, o Brasil exportou quase 2 milhões de toneladas de carne bovina. O faturamento com as vendas ao mercado externo ficou próximo de 10 bilhões, conforme os dados da Abiec.

Post Anterior

Casos de Covid aumentam e média móvel de mortes cresce 66% em 1 mês

Próximo Post

Inflação corrói Auxílio Brasil e põe em xeque estratégia eleitoral

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.