0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 06/04/2020 14:31

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), apreendeu, no último dia 02, dois equipamentos agrícolas do Município de Arapoema que estariam, supostamente, sendo utilizados na propriedade da prefeita Lucineide Parizi Freitas. Um Inquérito Civil Público (ACP) foi instaurado e remetida uma cópia à Procuradora-Geral de Justiça (PGJ) para providências no âmbito penal.

As informações foram levadas ao MPTO pelos vereadores Edis Ricardo Carlos da Silva e Divino Rodrigues de Oliveira. O relato é que um Terraceador de Arrasto e um Scrap Agrícola e Grade de Arado estariam sendo indevidamente utilizados pela prefeita na propriedade dela (Fazenda Guarani) e do esposo, o secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos Renato Freitas Júnior. Os próprios vereadores estiveram na propriedade, no dia 01 de abril, e fizeram imagens do maquinário trabalhando na fazenda.

Foto: Divulgação/MPTO.

Segundo informações do Promotor de Justiça Caleb Melo, a prefeita encaminhou, no dia seguinte, os maquinários para a fazenda Santa Maria, no Município de Pau D´Arco, distante 15 quilômetros da Fazenda Guarani. Neste local, o MPTO encontrou duas máquinas e fez a apreensão.

Um arado agrícola, também de propriedade do ente público, estaria trabalhando na fazenda dos investigados, porém este, não foi levado para a Fazenda Santa Maria e está sendo procurado. Os equipamentos que foram apreendidos estão na Delegacia de Polícia à disposição do Município que foi informado de que podem ser retirados para a destinação correta, no entanto até o momento não tinham sido buscados. 

Post Anterior

Ageto irá realizar a manutenção de quase 700 km de rodovias estaduais

Próximo Post

Tocantins é o 4º estado no ranking de transparência dos dados sobre Covid-19, aponta pesquisa