Home»Destaque»Energia Solar promove economia para o bolso do consumidor e alívio para o planeta

Energia Solar promove economia para o bolso do consumidor e alívio para o planeta

Atualizada em: 02/06/2022 19:35

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no próximo dia 5, é uma convite a refletir sobre como as atitudes humanas interferem no planeta. E o que muitos talvez não saibam é que a Energia Solar, além de gerar uma economia significativa para o bolso, principalmente em tempos de aumento constante na tarifa de energia elétrica, contribui para preservação do meio ambiente, uma vez que o sistema emite 90% menos dióxido de carbono (CO2) que a energia convencional. Em termos de comparação, é como se cada pessoa que opta pelo sistema fotovoltaico, plantasse 22 árvores por ano.

Em Palmas, segundo informações da Secretaria Municipal Extraordinária de Assuntos Estratégicos, Captação de Recursos e Energias Sustentáveis, as usinas instaladas, e que aderiram ao programa Palmas Solar, já equivalem ao plantio de mais de 140 mil árvores. Uma tecnologia econômica, que se utiliza de fonte renovável e abundante, e que vem ganhado espaço entre os palmenses, contribuindo assim para uma cidade mais sustentável.

Nos últimos três anos houve um crescimento de mais de 150% da capacidade de geração de painéis solares instalados nos telhados residenciais em Palmas, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Só no último ano, o crescimento foi de 50% se comparado ao ano de 2020.

Em 2021 a geração de energia própria pelas placas instaladas nos quase dois mil imóveis residenciais representou 13.502,04 KW (quilowatts). Um salto comparado aos 8.600,62 KW das instalações em 1.718 residências de 2020. No ano de 2019, antes da pandemia, foram 637 novas gerações de energia solar em Palmas que representou 4.272,80 KW.

Outro fator importante desse crescimento em geração de energia solar é que impacta diretamente na redução de outros gases poluentes, como o óxido de nitrogênio (NO2) e o dióxido de enxofre (SO2), que são prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Essa energia sustentável contribui ainda para a redução do efeito estufa, além de diminuir o desmatamento, uma vez que para cada metro quadrado de coletor solar instalado evita-se a inundação de 56 metros quadrados de terras férteis, na construção de novas usinas hidrelétricas.

Palmas Solar

O Programa Palmas Solar veio para incentivar a instalação de usinas solares em Palmas, com descontos de até 60% sobre os tributos municipais, a exemplo de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) e Imposto de Transferência de Bens Imóveis (ITBI). Atualmente, mas de mil pessoas físicas e jurídicas palmenses são beneficiadas com os incentivos fiscais.

Post Anterior

Boletim de Meteorologia aponta final de semana com 35 graus em Palmas

Próximo Post

Lula diz que STF "não pode ficar dando voto pela imprensa"