0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 16/09/2021 15:48

As altas nos preços da energia elétrica (3,06%), passagem aérea (11,50%), gasolina (1,72%) e alimentos (1,05%) ainda pesaram na inflação ao consumidor dentro do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de setembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) passou de um aumento de 0,88% em agosto para 0,93% em setembro.

Seis das oito classes de despesa registraram acréscimo nas taxas de variação: Educação, Leitura e Recreação (de 0,51% em agosto para 1,34% em setembro), Comunicação (de -0,13% para 0,12%), Transportes (de 0,93% para 0,97%), Despesas Diversas (de 0,10% para 0,29%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,45% para 0,50%) e Vestuário (de 0,17% para 0,18%).

Foto: Divulgação.

As principais contribuições partiram dos itens passagem aérea (de 3,82% para 11,50%), mensalidade de TV por assinatura (de -0,46% para 0,21%), etanol (de -1,03% para 4,70%), serviços bancários (de 0,14% para 0,35%), medicamentos em geral (de 0,10% para 0,38%) e acessórios do vestuário (de -0,29% para 0,63%).

Na direção oposta, as taxas desaceleraram o ritmo de alta nos grupos Habitação (de 1,56% para 1,33%) e Alimentação (de 1,13% para 1,05%), sob a influência de itens como tarifa de eletricidade residencial (de 5,74% para 3,06%) e hortaliças e legumes (de 5,17% para 1,04%).

Post Anterior

Em debate, FHC, Temer e Sarney pregam diálogo entre Poderes para superação da crise

Próximo Post

Governo vai enviar PL sobre conteúdo em redes sociais