0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 08/06/2022 16:51

Sob o comando do Palácio do Planalto, parlamentares bolsonaristas convocaram para 31 de julho novos protestos contra o Supremo Tribunal Federal e contra decisões proferidas pelos ministros Alexandre de Moraes e Edson Fachin.

As manifestações acontecerão em Brasília (Esplanada dos Ministérios), Rio de Janeiro (Copacabana) e São Paulo (Avenida Paulista). Jair Bolsonaro pretende participar dos atos na capital federal e na Paulista.

Com as manifestações, Bolsonaro e seus aliados pretendem emparedar o STF e o TSE após o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) ter sido condenado a 8 anos e 9 meses de prisão e depois da cassação de mandato do deputado estadual Fernando Francischini (União-PR).

Integrantes da ala política também acreditam que as manifestações podem ser vistas como uma demonstração de apoio popular à pré-candidatura à reeleição de Bolsonaro. O Antagonista apurou que os bolsonaristas pretendem deixar claro nos atos que não aceitarão um resultado em outubro que não possa ser aditado por eles.

Segundo a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP), as manifestações são uma resposta a várias decisões do Supremo que reafirmariam a “perseguição aos conservadores”.

“Vamos repetir o 7 de Setembro, mas ainda maior. Esse dia será um prenúncio de uma eleição limpa, no ano mais importante das nossas vidas no que tange à política do nosso país”, declarou a parlamentar pelas redes sociais.

Ontem, em entrevista ao SBT, Jair Bolsonaro já dava a tônica dessas novas manifestações.

“Está sendo organizado um 7 de Setembro, onde a presença do povo dando uma demonstração de que lado eles estão. Eles estão do lado da ordem, do lado da lei, do lado da ética, da Constituição, da democracia. É isso que eles querem”.

Post Anterior

CGU aponta falhas na fiscalização da Lei Rouanet

Próximo Post

Urgente : PSDB e MDB confirmam acordo para lançar Simone à Presidência da República

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.