Home»Destaque»Em meio à fuga de detentos, nova unidade prisional deve ficar pronta em 6 meses

Em meio à fuga de detentos, nova unidade prisional deve ficar pronta em 6 meses

Atualizada em: 31/07/2018 21:13

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

 

Superlotação foi um dos fatores que chamou atenção depois da fuga de 18 presos da Cadeia Pública de Miranorte (TO), no último domingo, 29. Como o Portal Orla Notícias informou, as três celas onde os presos estavam encarcerados tinham a capacidade para apenas 12 detentos, mas abrigavam 38 homens.

Para tentar reduzir a superlotação em unidades prisionais do estado, o Governo do Tocantins anunciou nesta terça-feira, 31, a construção da Unidade de Tratamento Penal de Cariri (UTPC), a 257 quilômetros de Palmas.

Segundo a Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju), pasta que faz a gestão dos presídios no estado, o terreno onde abrigará a nova unidade começou a ser preparado em 4 de julho deste ano. A obras serão executadas pela empresa Verdi Sistemas Construtivos S.A..

Obras aceleradas

A Seciju informa que para a construção da Unidade de Cariri serão investidos R$ 32 milhões, provindos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), repassados para o Fundo Penitenciário Estadual (Funpes). A verba é exclusiva para a construção desse novo presídio, e não pode ser destinada para outros fins. A unidade de Cariri deve ser entregue em cerca de 6 meses.

Com a conclusão das obras, o Sistema Penitenciário passa a contar com 600 novas vagas. Segundo a Seciju, o modelo de construção escolhido foi o Sistema Modular porque seria uma alternativa para situações que necessitam de uma estrutura montada em curto prazo.

Os módulos serão feitos no Rio Grande do Sul e transportados até Cariri. Mesmo sendo rápida a construção, a Seciju informa que os local será seguro, e que os módulos têm resistência suficiente nas paredes, piso e teto, evitando fugas e arrombamentos.

Segurança interna

Outro benefício apontado é para a redução de armas artesanais feitas dentro do presídios, como os chamados chunchos, já que não há metal no Sistema Modular. Esse tipo de construção já é adotada em outros oito estados o Brasil e Cariri será a primeira unidade do Tocantins neste modelo.

Post Anterior

Raul Filho (PSD) decide apoiar reeleição de Mauro Carlesse (PHS) para Governador

Próximo Post

Missa em Ação de Graças pelos 90 anos de Siqueira Campos será no Santuário Nossa Senhora de Fátima