0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 27/07/2022 14:59

O presidente Jair Bolsonaro se valeu de um evento fora da agenda oficial, no Conselho Federal da Medicina (CFM), para novamente atacar o Supremo Tribunal Federal e o sistema de votação eletrônica brasileiro nesta quarta-feira (27). 

“Tudo evolui, exceto as urnas das seções eleitorais, elas não precisam evoluir”, limitou-se a dizer. Ele ainda disse que a vida política passa pelos poderes Executivo, pelo parlamento, “e por outros poderes que tem legislado nos bastante nos últimos anos.”

Bolsonaro ainda quis associar a liberdade ao fato de que ele foi contra a vacinação da Covid. “Eu não me vacinei, entendo que isso é liberdade, é democracia, é um direito meu e estou vivo até hoje”, disse.

O discurso de 10 minutos, transmitido em sua página no Facebook, foi a primeira manifestação do presidente desde que foi escolhido o candidato à reeleição pelo PL, no último domingo (24). O presidente teria ido ao CFM para ouvir demandas da classe.

Ao final do discurso, Bolsonaro foi aplaudido de pé pelos médicos.

Post Anterior

Lula faz aceno a militares e diz que eles são "mais responsáveis" que Jair Bolsonaro

Próximo Post

OMS admite pela primeira vez que varíola do macaco pode ser transmitida sexualmente

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.