0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 16/05/2022 16:15

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, foi escolhido para coordenar um grupo de defesa do Supremo. A iniciativa, que vinha sendo articulada nos bastidores por senadores de oposição, foi formalizada no sábado, durante jantar na casa de Kátia Abreu (PP).

Participaram do encontro os ministros Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, além dos senadores Jaques Wagner (PT), Randolfe Rodrigues (Rede), Renan Calheiros (MDB) e seu filho Renanzinho, Weverton Roacha (PDT), Tasso Jereissati (PSDB) e Marcelo Castro (MDB).

Post Anterior

Em nova ameaça, Bolsonaro fala em crise após 'eleições conturbadas': 'Tudo pode acontecer'

Próximo Post

Bolsonaro insinua que petistas já sabem de resultado das eleições: “TSE é inexpugnável?”