0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 10/05/2019 08:42

Foram interrogados na noite desta última quinta-feira, 9, dois homens suspeitos de serem os responsáveis de matar e enterrar vítima em cova, na cidade de Gurupi. Dois jovens, 19 anos e 23 anos, foram presos após trabalho investigativo de equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP, de Gurupi.

Segundo o delegado Hélio Domingos, titular da DHPP, as investigações foram iniciadas no final da manhã, quando o filho da vítima teria noticiado, junto à Central de Atendimento da Polícia Civil local, o desaparecimento do pai e sinais de violência na residência em que morava. “A Polícia Militar acionou os trabalhos de perícia criminal em local de crime e também  as equipes da DHPP, que acompanharam a coleta de provas periciais e já iniciaram as diligências investigativas para apurar a ocorrência de crime e indícios de possíveis autores”, ressaltou o delegado.

A residência da vítima apresentava vestígios de violência, com traços de sangue em paredes. “No início das diligências, várias linhas de investigação foram, então, levantadas, como homicídio, latrocínio ou sequestro. Os policiais civis descobriram, depois, que dois veículos estiveram no local, na noite anterior, e um deles também continha vestígios de sangue e objetos subtraídos do imóvel”, frisou Hélio Domingos.

Após oitiva, os suspeitos indicaram dois locais de suposta desova do corpo, levando ao deslocamento de duas equipes até eles. Em um dos endereços, havia vestígios do corpo e da cova, sendo ali encontrados os restos mortais da vítima. Os peritos oficiais foram acionados e também o Núcleo do Instituto Médico Legal de Gurupi. Segundo o relato da dupla suspeita, a vítima estaria fazendo ameaças a um deles.

Ambos foram autuados por latrocínio e, recolhidos à Casa de Prisão Provisória local. A continuidade dos trabalhos investigativos sobre o caso ficará sob responsabilidade da DHPP Gurupi.

Post Anterior

Suspeito de tráfico interestadual de drogas é preso em Araguaína

Próximo Post

Solidariedade: grupos se juntam para repetir maratona de doação de sangue em Palmas