0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 04/09/2020 18:13

Os agentes de execução penal que faziam a segurança nas muralhas da unidade avistaram um drone sobrevoando o Pavilhão B da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas.
O equipamento foi abatido pela equipe de plantonistas na tarde desta sexta-feira, 04. Com a queda do drone, imediatamente, os agentes de solo que atuavam no perímetro externo da unidade iniciaram as rondas na tentativa de identificar o operador do aparelho, que até o momento não foi encontrado.
O aparelho transportava 3 celulares, 3 chips, uma porção de maconha e uma porção de cocaína. Todo o material será encaminhado à Polícia Civil.  
O equipamento sobrevoava um dos pavilhões da unidade e foi abatido imediatamente pelos agentes que faziam a segurança das muralhas. Foto: Divulgação.
O superintendente dos Sistemas Penitenciário e Prisional (Sispen/TO), Orleanes Sousa, ressaltou o a eficiência do trabalho dos agentes na frustração das tentativas de envio de ilícitos para dentro da unidade. “Estamos atentos e trabalhando ostensivamente e preventivamente no combate a qualquer ação contraditória a ordem do Sistema Penal do Tocantins”, concluiu.
“O comprometimento da administração prossegue, assim como o empenho e o engajamento de cada agente de execução penal que labora na CPP da Capital. Continuaremos firmes no propósito mantendo a lei e a ordem, reforçando o compromisso com a segurança pública do Estado e com a sociedade”, complementou o diretor da CPP de Palmas, Thiago Sabino.
Post Anterior

WhatsApp confirmou existência de seis vulnerabilidades no aplicativo

Próximo Post

Ageto finaliza manutenção de mais duas rodovias da região central

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *