0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 02/12/2019 16:42

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump acusou o Brasil e a Argentina de desvalorizarem sua moedas e anunciou, por meio das redes sociais, a retomada de tarifas ao aço e ao alumínio dos dois países sul-americanos. De acordo com o líder americano, a medida tem efeito imediato. No ano passado, após anunciar tarifas de 25% sobre o aço e 10% sobre o alumínio a todos os países, os EUA ofereceram isenções a alguns parceiros comerciais, entre eles o Brasil e a Argentina.

Inicialmente, os Estados unidos suspenderam as tarifas a Brasil, Argentina e Austrália e apenas estipularam cotas sobre o volume importado. Depois, em meio a pressão da indústria americana preocupada com o encarecimento das matérias-primas, foram concedidas isenções para empresas importarem os produtos desses países a partir de evidência fornecida sobre falta de matéria-prima.

O anúncio feito hoje dia 02 de Trump, feito pelo Twitter, não ofereceu detalhes sobre se as tarifas serão aplicadas a todos os tipos de aço importados do Brasil e da Argentina. Mais informações devem vir por meio do Escritório de Representante Comercial dos EUA ( USTR, sigla em inglês ) ou do Departamento do Comércio.

Trump ainda uso a oportunidade para criticar novamente o Federal Reserve ( FED ), o banco central americano. ¨O Federal Reserve também deve agir para que os países, dos quais exitem muitos, não se aproveitem mais do nosso dólar forte, desvalorizando ainda mais suas moedas. Isso torna muito difícil para nossos fabricantes e agricultores exportar seus produtos de maneira justa. Taxas mais baixas e afrouxamento – Fed ¨, acrescentou Trump.

Na manhã ainda dessa segunda feira ( 02 ), o presidente Jair Bolsonaro disse que, se for o caso telefonará para Trump para tentar reverter a retomada da tarifa sobre o aço e o alumínio exportado pelo  ao mercado americano. Mas disse que antes  de ligar para Trump conversaria com o Ministro da Economia  Paulo Guedes.

A iniciativa do presidente americano de retomar as tarifas contra o  Brasil e a Argentina elevam os temores de que Trump aumente ainda mais as tensões comerciais no mundo, já afetado pela guerra comercial entre EUA e China, que já dura 17 meses.         

Post Anterior

Quatro estabelecimentos são autuados pelo Procon Tocantins por propaganda enganosa e ausência de preço durante Black Friday

Próximo Post

Dados da Secretaria Estadual de Saúde apontam aumento de 595% nos casos notificados de dengue

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *