0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 03/03/2021 16:06

As novas variantes do coronavírus já atingem ao menos 100 países e territórios em todo o mundo. Para conter a propagação da doença, muitos governos voltaram a decretar medidas de isolamento social, toques de recolher e restrição à entrada de estrangeiros.

Pouco mais de 1 ano depois do 1º caso confirmado de covid-19 no Brasil, os governos estaduais estão voltando a endurecer as medidas restritivas. Na terça-feira, 02, o Brasil já havia registrado 257.361 mortes pela doença. Na mesma data, o país anotou o maior número de mortes confirmadas em 24 horas desde o início da pandemia: 1.641.

Foto: Divulgação.

Na semana passada, 8 Estados e o Distrito Federal aumentaram as restrições. Foram eles: Bahia, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. A maioria dos Estados aplicou toque de recolher e proibição das atividades consideradas não essenciais.

  • BA: proibiu atividades não essenciais de quinta-feira feira ( 25 fev ) a segunda-feira ( 1 mar );
  • DF: proibiu atividades não essenciais das 20h às 5h com início na segunda-feira ( 1mar );
  • MS: toque de recolher das 22h às 5h até 12 de março;
  • PB: toque de recolher das 22h às 5h até 10 de março;
  • PE: proibição de atividades não essenciais das 22h às 5h a partir de amanhã até 10 de março;
  • PR: proibição de atividades não essenciais durante todo o dia e toque de recolher das 20h às 5h, de 27 de fevereiro a 8 de março;
  • RS: volta à bandeira preta a partir de amanhã;
  • SC: proibição de atividades não essenciais de 23h de sexta-feira às 6h de segunda-feira aos fins de semana;
  • SP: toque de recolher das 23h às 5h até 14 de março.

NO VELHO CONTINENTE

A maioria dos países da Europa introduziu medidas de bloqueio para combater novos picos de infecções e mortes no início de 2021. A França tem toque de recolher das 18h às 6h. Fechou as fronteiras para todos os países de fora da União Europeia em 31 de janeiro. Bares, restaurantes, teatros, cinemas e estações de esqui permanecem fechados.

Além das restrições em todo o território, medidas de bloqueio foram implementadas em partes da Riviera Francesa, incluindo Nice e Cannes, na 6ª feira (26.fev.2021). Valem até as 6h de 1º de março. As pessoas terão permissão para deixar as casas apenas por motivos essenciais e precisarão de permissão por escrito declarando o motivo de estarem fora.

Na Alemanha, serviços não essenciais, como salões de beleza, escolas, restaurantes, bares e centros de lazer permanecem fechados por tempo indeterminado. Uma nova regra, introduzida em janeiro, proíbe as pessoas de usarem máscaras caseiras em lojas e no transporte público. Agora, são necessárias “máscaras clínicas”, como máscaras as descartáveis ou respiradores com máscara de filtro (conhecidas como máscaras FFP2). As medidas vão vigorar até pelo menos 7 de março.

Na Itália, um toque de recolher em todo o país das 22h às 5h está em vigor desde novembro e viagens entre as 20 regiões do país são proibidas. Em janeiro, o governo teve que decretar um lockdown, que se estendeu por duas semanas, e bloqueou a entrada de brasileiros para evitar a disseminação da nova variante.

No entanto, bares e restaurantes em algumas regiões da Itália agora podem servir clientes até as 18h. Os alunos do ensino médio podem retornar às aulas normais, embora sejam divididos em grupos com 50% da capacidade em dias alternados. Aulas à distância estão em vigor desde outubro de 2020.

A Espanha está sob um toque de recolher em todo o país até maio de 2021. As pessoas só podem sair nesse período para trabalhar, estudar e comprar remédios. Moradores com mais de 6 anos devem usar uma cobertura facial nos transportes públicos e em espaços públicos fechados em todo o país.

O lockdown da Bélgica deve ser revisado em 1º de abril de 2021. Todas as viagens não essenciais são proibidas no país. A nação sede da União Europeia lidera a lista de países com mais mortes por milhão de habitantes (1.893).

Post Anterior

Caiado responde Ibaneis: “Ojeriza a quem rouba dinheiro da saúde”

Próximo Post

Governo do Pará decreta toque de recolher na Grande Belém para frear coronavírus