0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 30/01/2019 18:44

O Ministério Público Estadual e a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins compartilharão informações na investigação das denúncias de assédio sexual e moral no Corpo de Bombeiros Militar do Estado. A decisão foi tomada durante encontro entre representantes das duas instituições nesta terça-feira, 29, em Palmas(TO).

Uma comissão especial da OAB/TO já está colhendo depoimentos em Palmas e formalizará um protocolo, que será enviado para as subseções, com diretrizes para ouvir outras pessoas no interior do Estado.

Práticas de assédio moral e sexual no Corpo de Bombeiro do Tocantins são denunciadas: Principais vítimas são mulheres

O Ministério Público Estadual possui Notícia de Fato para apurar supostas irregularidades cometidas por integrantes do Comando Geral da corporação e a 29ª Promotoria de Justiça da Capital investiga supostos casos de assédio praticados por outros oficiais da corporação.

Corpo de Bombeiros: novas denúncias de assédio moral agora em Araguatins chegam à OAB e MPE

Post Anterior

Comissão de Concurso da PM diz que AOCP não foi autorizada a divulgar notas e que certame continua suspenso

Próximo Post

Concurso da PRF: primeira etapa será domingo, com 4,1 mil candidatos no Tocantins