0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 20/04/2022 14:39

Acompanhado de Eduardo Bolsonaro, Daniel Silveira acaba de ser barrado na porta do Supremo, diz o Metrópoles. Ele tentava entrar no julgamento sobre as ameaças que fez aos ministros em um vídeo divulgado nas redes sociais em fevereiro de 2021.

Quando chegaram, os deputados foram avisados por um funcionário da Corte de que não poderiam assistir ao julgamento.

A expectativa dos bolsonaristas é que um dos ministros indicados por Jair Bolsonaro, André Mendonça ou Kassio Marques, peça vista, adiando a conclusão da votação e permitindo que Silveira seja candidato nas eleições deste ano. Se for condenado, ele se torna inelegível.

Post Anterior

Em solenidade de entrega de títulos, Bolsonaro chama Lula de ladrão

Próximo Post

Homem que matou a ex-esposa simulando assalto é condenado a 14 anos de prisão em Araguaína