0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 27/11/2018 16:33

Representantes da Adapec, Superintendência Federal da Agricultura e deputados estaduais participaram de uma reunião na Assembleia Legislativa, em Palmas, que apresentou as ções que estão sendo realizadas para retirada da vacinação contra a febre aftosa.

Técnicos da Adapec apresentam aos deputados estaduais as ações que estão sendo realizadas para retirada da vacinação contra a febre aftosa. Foto: Delfino Miranda / Governo do Tocantins.

No Tocantins, a vacina está prevista para ser retirada em 2021, de acordo com o Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA)/2017-2026. “Já passamos pela auditoria do Ministério da Agricultura e estamos nos adequando para cumprirmos as exigências apontadas. É um grande passo que já estamos dando e precisamos do apoio de toda a cadeia produtiva, pois essa conquista expandirá mercados e agregará mais valor ao nosso rebanho e produtos cárneos e lácteos”, avaliou o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

Os estados foram classificados por blocos, e a medida será aplicada de forma gradativa em todo o País. “Os estados do Maranhão e Pará, que fazem fronteira com o Tocantins, retirará a vacinação primeiro, em maio de 2020. Com isso, até maio de 2021, quando o Tocantins retirará a dele, o trânsito de animais para aqueles estados só será permitido para finalidade de abate”, explica  o responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires. 

“É preciso garantir que a Adapec tenha recursos necessários para atender as demandas, reforçar a vigilância para mitigar riscos e impedir que a doença seja introduzida no Estado”, destacou, o auditor fiscal da Superintendência Federal da Agricultura (SFA/TO), Luiz Eduardo Cardoso. 

Post Anterior

US$ 60 milhões: Senado vota nesta terça-feira pedido de empréstimo para obras de infraestrutura em Palmas

Próximo Post

Justiça determina retorno de diretoria da Agência de Fomento afastada por Mauro Carlesse

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *